No dia 14 de abril o Colégio Estadual Rômulo Galvão completou 50 anos de existência e nossa equipe conversou com a diretoria Hosana Mota, que falou sobre as atividades da instituição.

Hosana está há 6 anos à frente da maior unidade escolar estadual de São Félix, que atende mais de 450 alunos, distribuídos em um prédio na sede e outro na zona rural.  A semana de aniversário da instituição foi marcada por vários eventos, como café da manhã, jogos, poesia e também pela divulgação de declarações carinhosas feitas por ex-alunos, através das redes sociais.

A diretora afirmou que o principal desafio hoje é melhorar a educação e destacou que se pudesse pedir um presente, pediria para melhorar o salário de todos os professores, “sem eles tudo isso não seria possível”, disse.  

Hosana nos contou que, desde que as aulas presenciais recomeçaram, no início do mês de fevereiro, o colégio tem enfrentado diversas brigas entre alunos, reflexo da necessidade de readaptação após dois anos de aulas remotas. Outro desafio frequente da administração da escola é para conter o uso do celular no ambiente escolar, pois acaba tirando a atenção na sala de aula. “Eu já orientei os professores para que utilizem a ferramenta, já que não podemos vencer, a gente utiliza para uma melhor educação”, explicou.

A diretora afirmou que a escola precisa de algumas intervenções, mas já estão sendo feitas algumas adequações. A escola tem aula em tempo integral e os alunos entram pela manhã e saem à tarde, com a garantia de fazer todas as refeições na unidade e participar de todos os processos didáticos.