Aconteceu no dia 13 de setembro deste ano, uma reunião entre a Mesa Diretora da Santa Casa de Misericórdia de Cachoeira e a gestão municipal, para tratar sobre o convênio de cooperação técnica assinado entre a casa de Saúde e município. O valor do convênio é de R$ 1,200.000,00 (um milhão e duzentos mil reais) dividido em doze parcelas, de R$ 100 mil mensais.

O objetivo do convênio é a prestação de serviços nas diversas especialidades, em consultas ambulatoriais, diagnósticos clínicos, laboratoriais e de imagem, cirurgias eletivas, destinados aos usuários do sistema Único de Saúde no município de Cachoeira.

Os serviços da Santa Casa de Cachoeira vêm sendo alvo de muitas críticas da população nos últimos anos e a prefeita Eliana Gonzaga, que teve como bandeira de sua campanha eleitoral a melhoria dos serviços da Santa Casa, concretizou o repasse do recurso, com um valor histórico.

Mesmo com duas parcelas pagas, a melhoria ainda não foi percebida pela população, a falta de médicos é constante e os serviços da prometida policlínica não se concretizaram. Por conta desses problemas, a gestão municipal suspendeu temporariamente o repasse do valor, exigindo que a Santa Casa comprove os serviços prestados à população.

Assessores e vereadores foram convidados para participar da reunião, que teve como objetivo chegar a um entendimento. Temos informação que a prefeita Eliana cobrou do Provedor, Luiz Antônio Araújo, a prestação de contas dos serviços.